ACOMPANHE📺

Sorriso: Policial penal denuncia diretor de presídio e diz sofrer assédio sexual há 9 anos

Uma policial penal, 39 anos, identidade não divulgada, registrou um boletim de ocorrência na manhã da última sexta-feira (07), contra o diretor do Centro de Ressocialização de Sorriso (420 km de Cuiabá), Enilson de Castro Souza por assédio sexual.

A denúncia foi realizada por volta das 09h40.

De acordo com informações do documento, a servidora afirmou que começou a trabalhar na unidade prisional em 2013.

Há cerca de nove anos, segundo ela, passou a sofrer com os assédios de Enilson. No entanto, ela não especificou de que maneira os abusos aconteciam.

A Secretária de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) informou por meio de nota, que ainda não tomou conhecimento sobre o caso, mas afirmou que sendo notificada tomará as medidas cabíveis.

Outro lado

Ao tomar conhecimento sobre a denúncia, o diretor do CRC também procurou a delegacia onde registrou um boletim de ocorrência contra a servidora por calúnia.

Para os policiais, Enilson contou que a policial penal já foi alvo de uma operação do Grupo de Atuação contra o Crime Organizado (Gaeco) e que, desde então, ele vem passando por essas denúncias “caluniosas”.

Ele ressalta que não tem relação com as operações na qual a servidora foi alvo e que as acusações são “infundadas e sem nexo”.

Integra da nota Sesp:

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, esclarece que ainda não tem conhecimento sobre uma possível situação de assédio envolvendo dois servidores do Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS). Esclarece ainda, que assim que tiver conhecimento das informações tomará as medidas necessárias.

Repórter MT

Notícias relacionadas