Sintep avisa que sem vacina professores não voltam e vão entrar em greve

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, disse que a categoria vai se reunir ainda nesta semana para tratar disso.

Os professores e demais trabalhadores da rede estadual de ensino de Mato Grosso devem realizar uma “greve sanitária” contra a decisão do Governo do Estado de retonar às aulas e outras atividades presenciais no próximo dia 8 de fevereiro.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, disse que a categoria vai se reunir ainda nesta semana para tratar disso.

“Enquanto não tenha uma segurança, não tem como retornar à sala de aula. Considerando, inclusive, o que aconteceu com outros países que retornaram as atividades presenciais e, logo em seguida, tiveram de suspender, porque a taxa de contágio [da covid] aumentou muito”, pontuou.

VEJA TAMBEM
1 De 21
Siga-nos no Instagram ❤️
Assine nosso boletim de Noticias

A greve foi cogitada logo após a última reunião dos representantes da categoria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) sobre as medidas de biossegurança para retornar às atividades presenciais.

O Sintep reuniu os trabalhadores que deixaram claro que “não há nenhuma medida de biossegurança de retorno às atividades, se não tiver a vacina aliada às medidas sanitárias dentro das escolas”.

“A covid-19 não é uma gripezinha, é uma doença letal:  Ela mata. Então, a gente entende o processo de educação, mas a prioridade agora é preservar as vidas”, concluiu.

RepórterMT

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

banner slide 300X100 (3)
LEIA TAMBEM
Assine nosso boletim de Noticias
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente em sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...