ACOMPANHE📺

Professora deixa pais revoltados após afirmar aos alunos que Bolsonaro e seus apoiadores são corruptos

A professora M.E, do Colégio Notre Dame de Lourdes, em Cuiabá, causou um grande constrangimento para a escola e acabou suspensa pela instituição por três dias, por fazer comentários político-partidário contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para seus alunos. ‘Bem didática’, a educadora, chamou Bolsonaro e seus apoiadores de corruptos. Ela falou sobre os atos do presidente quanto ao desmatamento e a urna eletrônica.

“Ele é a favor dos desmatamentos. Ele é a favor que os garimpeiros façam a destruição lá das terras indígenas. A Polícia Federal essa semana foi nas terras indígena, teve umas máquinas que eles tacaram fogo e outras eles afundaram nos lagos. Pois é, porque, além da destruição da natureza também está prejudicando o povo indígena, as terras deles. Ai, os garimpeiros e o presidente da República ele é a favor disso. Então, nós temos que começar a pensar, o que nós queremos para o nosso Brasil”.

A professora fala ainda sobre a urna eletrônica que recentemente Bolsonaro fez uma campanha contra. “Por exemplo, a gente vota com a urna eletrônica, não tem como você roubar. Tem como roubar, se for no papelzinho. O que ele quer, ele quer que volte a votação pelo papelzinho que é para facilitar né, pra ele fazer qualquer coisa que ele quiser. Pois é. Ele tem as pessoas que acompanham, é igual a torcedor de futebol, que torce lá pelo jogador. Ele tem a torcida dele, mas se for avaliar e investigar, que são as pessoas seguidores dele, são pessoas corruptas também, pessoas que fazem coisas fora da lei. Então, essas são as pessoas que ficam atraídas por ele, porque, por causa do pensamento dele, das coisas que ele fala, que ele faz, que é sempre contra a prosperidade do país, em ajudar. Nós estamos vivendo uma época de grande infração, o que é isso, aumento de tudo”, expôs sua opinião aos alunos do 3º ano.

Nota de retratação –  Colégio Notre Dame de Lourdes, uma das escolas mais tradicionais de Cuiabá, emitiu uma nota de retratação às famílias, esclarecendo que não apoia tal conduta, e que a professora foi suspensa por três dias. Ainda, segundo a nota de esclarecimento, a professora está envergonhada e arrependida, pois sabe que não é esse seu papel na escola e que ela infringiu um artigo do código de ética assinado pelo corpo docente. E por fim, a escola esclarece que os alunos terão aula normalmente.

Assine nosso boletim de Noticias

A mãe de uma das alunas do 3º ano, disse que os pais estão rebelados contra a afirmação da professora, que as pessoas que apoiam Bolsonaro são corruptas. “A escola está revoltada. Todos os pais estão rebelados contra esta situação”.

VGN

Notícias relacionadas