ACOMPANHE📺

Prefeito obriga moradores infectados com Covid-19 a usarem pulseira vermelha

O prefeito de Apiacás, Julio César do Santos (MDB), sancionou uma lei que obriga todos os moradores que forem diagnosticados com a Covid-19 usarem uma pulseira de cor vermelha como identificação da doença.

O “acessório” será fornecido pela Secretaria de Saúde do Município e, durante  período de quarentena, o paciente não poderá sair de casa para evitar contato com outras pessoas. A exceção é somente quando esses pacientes precisarem ir ao médico.

Conforme o chefe do Executivo de Apiacás, a população não respeita as medidas de restrição e o reflexo são as penalidades para o comércio. “Hoje nós temos uma grande parte do comércio fechado, pessoas sem trabalhar, pessoas perderam o emprego, então assim, realmente está um estado de calamidade. A gente tá tentando mais essa pra ver se consegue resolver isso aí. Temos de 70 a 80% da população apoiando a ideia”, disse.

De acordo com a publicação da lei, sancionada nessa segunda-feira (05/04), as pulseiras serão colocados por profissionais da saúde e também só poderão ser retiradas por eles.

Caso o paciente retire a pulseira, irá responder judicial, administrativa e criminalmente. Se a pulseira “arrebentar” involuntariamente, uma unidade de saúde deverá ser informada imediatamente.

Assine nosso boletim de Noticias

A lei também assegura aplicação de multa de R$500 em pessoas que estiverem com a pulseira e forem vistas em algum tipo de aglomeração, ou festas clandestinas, já em caso de reincidência, o valor será de R$1000. Se a pessoa se negar a assinar a infração, ela poderá ser assinada por uma testemunha.

Para fiscalização do uso do “acessório” de confirmação da Covid-19, a lei também assegura que os profissionais da saúde farão ligações e visitas nas residências desses pacientes.

Brasil
No dia 8 de março de 2021, a prefeita de Granada, Tânia Yugar, decretou o uso obrigatório de pulseiras de identificação para cidadãos com suspeita de Covid e positivo para o coronavírus, com multa de R$ 300 para quem desobedecer ou tirá-la.

Em Nova Santa Rosa (PR), a prefeitura também obrigou os moradores a usarem uma pulseira que identifique a condição de saúde em relação ao coronavírus. A norma também se acresce aos familiares com contato direto com os pacientes.

Capital Noticia

Notícias relacionadas