ACOMPANHE📺

Polícia Civil prende falso farmacêutico e fecha farmácia irregular

Uma farmácia irregular que funcionava em Porto Esperidião foi fechada na quinta-feira (16) em ação da Polícia Civil do município. O proprietário do local que atuava irregularmente como farmacêutico foi autuado em flagrante por exercício ilegal da profissão, de expor a venda produto nocivos a saúde e crime contra a ordem tributária.

As diligências realizadas pela equipe da Polícia Civil de Porto Esperidião iniciaram após denúncia de que o suspeito possuía uma farmácia ilegal, em que atuava como farmacêutico sem possuir a devida formação na profissão, além de vender remédios sem receita médica.

Diante das informações, os policiais foram até a comunidade Vila Picada conseguindo localizar o estabelecimento comercial, que não possuía pintura ou fachada que identificasse o local como “farmácia”. Ao entrarem no estabelecimento, os policiais visualizaram uma pratilheira de vidor com vários medicamentos expostos a venda.

Questionado, o proprietário do estabelecimento disse que não possui formação acadêmica na área de farmácia e bioquímica. Sobre a origem dos medicamentos ele disse que comprava os produtos na cidade de Cáceres para revender em seu estabelecimento.

Diante dos fatos, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Porto Esperidião, onde foi interrogado e autuado em flagrante por exercício ilegal da da farmacêutica, expor a venda produto de procedência ignorada e sem a devida autorização, e crime contra a ordem tributária.

Segundo o delegado, Edison Pick, todo material encontrado no estabelecimento foi apreendido e após perícia será dada a correta destinação. “Medicamentos vencidos e descartados serão destruídos pela Vigilância Sanitária. Os demais que estiverem aptos para utilização serão representados ao juízo para doação ao município de Porto Esperidião”, disse o delegado.

Polícia Civil-MT

Notícias relacionadas

https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js