ACOMPANHE📺

PF volta a garimpo e queima maquinário avaliado em R$ 3 mi

A Polícia Federal de Mato Grosso realizou uma operação, neste domingo (17), no combate a extração ilegal de minérios, na Terra Indígena Sararé, Garimpo “Babalu” e Cooper Pontes, na região do município de Pontes e Lacerda.

Segundo a assessoria de imprensa da PF foram apreendidas e incineradas seis escavadeiras hidráulicas, que juntas, são avaliadas em R$ 3 milhões.

A ação teve apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e da Fundação Nacional do Índio (Funai) e faz parte da segunda parte, da Operação Alfeu III. De acordo com a Polícia Federal, a operação é considerada a segunda maior operação ambiental do Brasil, e a maior de Mato Grosso.

Durante a primeira parte, realizada no início de outubro, os agentes obtiveram êxito em localizar 21 escavadeiras hidráulicas, das quais 19 foram inutilizadas e duas foram destinadas a instituições públicas.

Neste domingo, ao retornarem ao local constataram que as atividades continuavam e apreenderam e incineraram outras seis.

Operação Alfeu III

A terceira fase da operação ocorreu entre os dias 28 de setembro e 1º de outubro. Além das 21 escavadeiras, os policiais também encontraram outros veículos.

Foram inutilizados ainda 3 veículos de passeio, um quadriciclo, três motos e 80 motores estacionários, quatro barcos, insumos, e toda a estrutura utilizada na atividade ilegal.

Ocorreu ainda a prisão de uma pessoa em razão do porte ilegal de arma de fogo e com ela foi apreendido ouro proveniente da exploração ilegal.

A ação de encerramento da atividade garimpeira, somente foi possível, pela integração dos órgãos de fiscalização e repressão.

CÍNTIA BORGES

Notícias relacionadas