Pesquisadora de MT comprova a eficácia da vacina contra Coqueluche – MEDIO NORTE NOTICIAS
Informação a Todo Momento de Nova Mutum, com noticias e acontecimentos da região médio norte do estado de Mato Grosso

Pesquisadora de MT comprova a eficácia da vacina contra Coqueluche

Casal é preso pela PM com quase 100 kg de maconha em Várzea GrandeUma pesquisa realizada em Mato Grosso pela professora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Maria Isabel Valdomir Nadaf, comprovou a eficácia da vacina contra Coqueluche em gestantes. O estudo contou com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

Os resultados mostraram que a vacina aumentou o número de anticorpos nas mães e também nos bebês após o parto, uma vez que essa proteção é passada pela placenta e pelo leite materno. A pesquisadora ressaltou que essa imunidade é fundamental para os primeiros meses de vida da criança, quando o seu sistema imunológico está se desenvolvendo e fortalecendo.

A pesquisa acompanhou 167 gestantes, sendo que 66 foram vacinadas contra a doença e 101 não foram imunizadas. Os grupos apresentavam características semelhantes quanto a idade materna, idade gestacional e peso do recém-nascido. Foram colhidas amostras de sangue materna, do sangue do cordão umbilical do recém-nascido e do colostro.

O trabalho foi apresentando no ano passado, durante a 20ª Jornada Nacional de Imunização, realizada na cidade do Rio de Janeiro. Um artigo da professora Maria Isabel também foi submetido ao periódico internacional Vaccine Journal.

VEJA TAMBEM:  Após 30 horas e reclamações de empresários transformador com defeito é substituído no loteamento JAR

A vacina contra coqueluche em gestantes foi incluída em 2014 pelo Ministério da Saúde no Programa nacional de Imunização. A coqueluche é uma doença infecciosa aguda no trato respiratório, altamente contagiosa e causada pela bactéria Bordetella pertussi. O principal sintoma é tosse de intensidade variável e persistente durante várias semanas.

O agravamento da doença pode levar ao óbito, principalmente em crianças com menos de seis meses de vida.

Fapemat

você pode gostar também
Loading...