Ministério de Damares quer que Netflix retire do ar filme ‘Cuties’

De acordo com o secretário, no texto do ofício, o filme apresenta cenas de pornografia infantil, com oferta de sexo pela menina a um homem adulto em troca de um aparelho celular

Ministra Damares Alves – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O secretário nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício José da Silva Cunha, do ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado por Damares Alves, pediu para a coordenadora da Comissão Permanente da Infância e Juventude, Denise Villela, que entre com medidas judiciais para suspender a oferta do filme Cuties aos assinantes da Neltflix Brasil. Além da retirada imediata, a pasta pede apuração de responsabilidade pela oferta e distribuição de conteúdo pornográfico envolvendo crianças.

O filme, que tem título original em francês Mignonnes, mas no país norte-americano e no Brasil recebeu o título de Cuties é protagonizado por uma menina de 11 anos. De acordo com o secretário, no texto do ofício, o filme apresenta cenas de pornografia infantil, inclusive com “oferta de sexo pela menina a um homem adulto, em troca de um aparelho celular, fato que, obviamente, excede o limite da liberdade de expressão para incitar a pedofilia e a exploração sexual de crianças”.

Nos Estados Unidos, o filme provocou reações no Senado americano.

Inscreva em nosso canal no Youtube ?

O filme

VEJA TAMBEM
1 De 7
Assine nosso boletim de Noticias

O filme francês Mignonnes, que nos Estados Unidos recebeu o título de Cuties, foi lançado em 2020. O longa foi escrito e dirigido pela franco-senegalesa Maïmouna Doucouré.

A história aborda a vida de uma garota franco-senegalesa, educada a partir de conceitos tradicionais da religião muçulmana. A menina, de 11 anos, no entanto, se vê em um conflito entre os valores da tradição e a cultura mostrada pela internet.

Entretanto, a produção vem recebendo uma série de críticas desde a estreia no festival Sundance Film Festival, no início do ano. Diferentes correntes políticas e sociais apontam que o filme estaria “sexualizando” crianças.

Em agosto, a Netflix chegou a pedir desculpas pelo pôster de divulgação do longa. “Pedimos perdão pela arte inapropriada que usamos para o filme Cuties. Foi errado, e a arte não representava corretamente o conteúdo deste filme francês que venceu um prêmio em Sundance”, disse um porta-voz da empresa mundial.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

banner slide 300X100 (2)
LEIA TAMBEM
Assine nosso boletim de Noticias
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente em sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...