Ministros vêem a Mato Grosso discutir extensão de ferrovia de Rondonópolis, Cuiabá até Nova Mutum – MEDIO NORTE NOTICIAS
Informação a Todo Momento

Ministros vêem a Mato Grosso discutir extensão de ferrovia de Rondonópolis, Cuiabá até Nova Mutum

RUMO AO MÉDIO-NORTE

Otaviano Pivetta revelou na quinta-feira (19) durante transmissão de cargo no Palácio Paiaguás que irá visitar o Terminal Intermodal, em Rondonópolis, nesta segunda-feira (23) em companhia do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, onde discutirão sobre a extensão da ferrovia de Rondonópolis até Nova Mutum ao médio-norte passando por Cuiabá.

PM prende quatro suspeitos de roubo e cárcere privado de famíliaO governador em exercício Otaviano Pivetta (PDT) revelou na quinta-feira (19) durante transmissão de cargo no Palácio Paiaguás que irá visitar o Terminal Intermodal, em Rondonópolis, nesta segunda-feira (23). Ele estará em companhia do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, onde discutirão sobre a extensão da ferrovia de Rondonópolis até Nova Mutum (Ao médio-norte), passando por Cuiabá.

“É assunto de alto interesse do Estado, que é a extensão da Ferrovia, de Rondonópolis a Nova Mutum, passando por Cuiabá. Nós vamos lá apoiar essa iniciativa e tentar convencer os ministros”, disse.

A informação é de que a concessionária atual da ferrovia, a Rumo, esteve na cidade de Nova Mutum vendo área para possível construção de um terminal de cargas. O propósito é que a expansão da ferrovia possa fortalecer o escoamento da produção agrícola de Mato Grosso.

Espera-se que a visita da comitiva a Rondonópolis também conte com representação do Tribunal de Contas da União (TCU), visando garantir que seja ampliado o prazo de concessão da ferrovia na malha por onde é escoada a produção de Mato Grosso. Com isso, a Rumo teria condições de ampliar o ramal até Nova Mutum.

“O ministro [Infraestrutura] vem com o um ministro do TCU que está analisando a obra e a antecipação de renovação de outorga da Rumo em relação à malha paulista, em São Paulo, para que seja entendido o ramal da Ferronorte”, complementou.

O deferimento pelo TCU para que seja feita a antecipação da renovação de outorga da malha paulista é essencial para que a Rumo coloque em prática a ampliação da Ferronorte. Pivetta fica no comando do Paiaguás até a próxima quinta-feira (26), quando o governador Mauro Mendes (DEM) retorna da viagem internacional dos Estados Unidos e Bolívia.

“Vou seguir com esse trabalho de conserto do Estado, cumprindo com papel constitucional de um vice-governador, comportado que sempre fui, e despretensioso. O nosso governo tem o programa de trabalho que consiste basicamente, neste primeiro ano, em consertar o Estado, corrigir muitas coisas e sanear as contas”, concluiu. (Com informações o Documento)

você pode gostar também
Loading...