ACOMPANHE📺

Medeiros propõe audiência pública na Câmara Federal para discutir o VLT

Membro titular da Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal, o deputado José Medeiros (Podemos) pretende realizar uma audiência pública para discutir a situação da obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande e a proposta o Governo de Mato Grosso em substituir o modal pelo BRT (Bus Rapid Transit).

Defensor da conclusão do VLT, Medeiros afirma que a imposição pelo BRT vai fazer com que Mato Grosso tenha um prejuízo de R$ 1 bilhão, valor este que já foi investido na obra de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos.

“Há quase oito anos, a população cuiabana e várzea-grandense espera a conclusão dessa obra, que deveria ter sido entregue na Copa do Mundo de 2014. Já se passaram três governadores e ninguém fez nada. O dinheiro está depositado e nós estamos pagando juros. Estão querendo jogar no lixo mais de R$ 1 bilhão. Por isso, vou propor que a Comissão de Viação e Transportes da Câmara discuta o assunto e ajude a evitar que o povo mato-grossense saia ainda mais prejudicado, ficando sem um transporte público de qualidade e com um prejuízo de mais um bilhão”, diz o parlamentar.

A intenção de José Medeiros é convocar o governador Mauro Mendes (DEM), os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande, representantes da Caixa Econômica Federal, do Governo Federal, do Consórcio VLT e do Movimento Pró-VLT para debater o assunto.

“Em função da pandemia, estamos analisando se a audiência será presencial ou virtual, mas ela precisa acontecer antes que a imposição do Governo de Mato Grosso pelo BRT prejudique e atrase ainda mais a conclusão do VLT. A briga política, especialmente do governador com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), e os interesses empresariais podem enterrar definitivamente com o sonho da população de ter um transporte moderno e de qualidade. Não podemos permitir que Cuiabá e Várzea Grande fiquem à mercê de grupos que querem lucrar com a não conclusão do VLT”, frisa.

Assine nosso boletim de Noticias

Federalização

Medeiros, que já levou ao conhecimento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a situação das obras inacabadas em Mato Grosso, em especial a do VLT, revela que na audiência pública será analisada também a proposta do Governo Federal concluir a implantação do VLT em parceria com as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

“O Movimento Pró-VLT defende que o Governo Federal assuma a obra do VLT. Por esta razão, solicitei a federalização da obra ao presidente Bolsonaro, uma vez que a inoperância e o descaso do Governo de Mato Grosso com o dinheiro público são evidentes”, conclui Medeiros.

Capital Noticia

Notícias relacionadas