ACOMPANHE📺

Leandro Félix e prefeitos pedem ao governador que flexibilize o toque de recolher

Os prefeitos das 15 cidades que integram o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, região Norte de Mato Grosso, encaminharam ao governador Mauro Mendes (DEM) uma carta pedindo a flexibilização de algumas medidas estabelecidas no decreto do Governo do Estado, que começa a valer nesta quarta-feira (03.03), como medida de contenção da pandemia da covid-19.

Os prefeitos pedem a flexibilização no horário do toque de recolher “a todos os cidadãos seja alterado para as 22h00min. Com relação às atividades dos comerciantes dos bares, restaurantes, lanchonetes e de supermercados, sugere-se a possibilidade do funcionamento presencial, de segunda-feira a sábado até as 21h00min e aos domingos o funcionamento até as 14h00min, posto que diluirá o fluxo de pessoas e mitigará os riscos de aglomeração”, consta no pedido.

Ao governador, os prefeitos pedem que seja considerada a peculiaridade de cada região. “A questão dos horários dos supermercados aos sábados, entendemos que deve ser estendido porque até às 12h haverá uma aglomeração de pessoas na busca de comprar produtos e isso vai trazer um problema ainda maior na questão das infecções”, explicou o prefeito de Sorriso, Ari Lafin.

Integram o consórcio as cidades de Cláudia, Feliz Natal, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Lucas do Rio Verde, Nova Maringá, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Santa Carmem, Santa Rita do Trivelato, Sinop, Sorriso, Tapurah, União do Sul e Vera.

O decreto do Estado vigente prevê funcionamento das atividades das 5h às 19h de segunda a sexta. A partir das 21h até às 5h, as pessoas não podem circular. Aos sábados e domingos funcionamento 5h às 12h. As medidas são impositivas aos 141 municípios e seguem pelos próximos 15 dias.

Assine nosso boletim de Noticias

Capital de Noticia

Notícias relacionadas