ACOMPANHE📺

Juiz de Mato Grosso morre vítima de complicações da covid-19

O Poder Judiciário de Mato Grosso comunicou o falecimento do juiz aposentado Elinaldo Veloso Gomes, às 5h20 desta quarta-feira (17 de março), vítima de complicações da covid-19. O magistrado tinha 77 anos e estava internado na UTI de um hospital da Capital há cinco dias.

Divorciado, o magistrado deixa três filhos: a desembargadora do TRT 23ª Região Eliney Bezerra Veloso, a médica Kátia Veloso e o advogado Herman Veloso, além de cinco netos. Não haverá velório. Ainda não estão definidas informações sobre o sepultamento.

Trajetória

Natural de Timbaúba (Pernambuco), o magistrado foi nomeado juiz substituto de Direito em 20 de novembro de 1988 e tomou posse em 4 de dezembro de 1988.

Ele atuou nas comarcas de Tangará da Serra (1ª Vara Cível), Sinop (1ª e 2ª Varas Cíveis), Rondonópolis (1º Juizado Especial), Várzea Grande (Vara da Infância e Juventude) e Cuiabá (7ª, 16ª, 1ª e 9ª Varas Cíveis). Ele se aposentou em 5 de abril de 2013.

Assine nosso boletim de Noticias

A Presidência, a Vice-Presidência e a Corregedoria-Geral da Justiça, assim como todos os colegas magistrados e servidores que atuaram com o magistrado ao longo de décadas, lamentam profundamente a morte do juiz e expressam solidariedade à família neste momento de dor e luto.

Casos no Judiciário

Boletim especial de março, do próprio Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) aponta que existem 48 casos de covid-19 confirmados entre servidores do TJMT e 21 suspeitos. Destas 7 suspeitas já foram descartadas. São 20 casos no Tribunal de Justiça e 27 casos nas comarcas do interior. Além de 7 casos na comarca de Cuiabá e 5 em Várzea Grande.

A juíza Gleide Bispo foi transferida para São Paulo, nessa terça-feira (16). Ela foi intubada na segunda-feira (15) e apresentou melhora no quadro de covid-19 nas últimas horas. Diante do quadro de 80% de comprometimento dos pulmões, a equipe médica considerou recomendada a transferência.

José Silvério, 78, é ex-presidente do Tribunal de Justiça e foi internado no dia 10, em estado grave.

A fim de tentar conter o avanço da covid-19, o Tribunal de Justiça determinou a suspensão total de atividades presenciais em todas as comarcar do estado e segunda instância. A medida teve início no dia 15 fica em vigor até o dia 28 de março. Diante no novo quadro, os processos físicos estão com prazos suspensos, já os eletrônicos tramitam normalmente.

Capital Noticia

Notícias relacionadas