Jovem de 20 anos é presa suspeita de aborto e tentar enterrar feto em cemitério – MEDIO NORTE NOTICIAS
Informações a Todo Momento, de Nova Mutum, Brazil. Site de Noticias de Nova Mutum e Região do Medio Norte Matogrossense. Nova Mutum, Noticias, festas, policia, acidente, cidade, emprego, entretenimento, fotos, economia, agricultura, informação, Mato Grosso, Nova, Mutum, Mato, Grosso, Política, Prefeitura, Câmara, esporte, jovem, tempo, real, bombeiros, rodovia, trânsito, delegacia, Militar, Civil, Prisão, Arma, Fogo, centro oeste, biodiesel, industria, dinheiro, telefone, falecimento, vagas de emprego, vagas, BR-163, Km 600, MT-249, MT-235, Ranchão, Pontal do Marape, ginásio, jogos, escola, qualidade de vida, comercio, empresa, prédio, saúde, hospital, prefeito, vereador, eleição, bombeiros, lago, chafariz, Balada, Danceteria, Show, Fotos, Cobertura de Eventos, Informando Nova Mutum, Região, notícias de Mato Grosso, Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso, Nova Mutum, Cuiabá e Região, noticias policiais medio norte mt, notícias nova mutum

Jovem de 20 anos é presa suspeita de aborto e tentar enterrar feto em cemitério

Mulher disse que teve um aborto após tomar um chá de canela e queria ajuda para enterrar o ‘filho’.

Mulher foi denunciada pelo coveiro e presa pela PM.

Uma mulher de 20 anos foi presa pela Polícia Militar por suspeita de ter cometido aborto e tentado enterrar o feto no cemitério do município, na noite de sábado (11.01), após ‘sofrer’ um aborto e tentar enterrar o feto clandestinamente em Primavera do Leste.

VEJA TAMBEM:  Motoristas são libertados após ficarem amarrados e terem caminhões roubados em MT

A guarnição foi acionada pelo coveiro relatando ter sido procurado por uma mulher para que o feto fosse enterrado. O homem teria se negado a cometer o crime.

Os policiais localizaram a suspeita, que alegou não saber que estaria grávida. Segundo ela, naquela manhã havia ingerido um chá de canela e por volta das 17h00m teve um aborto.

A PM localizou o feto e encaminhou a mulher à delegacia.

No Brasil o aborto tentado é considerado crime com pena de um a três anos de reclusão para a gestante e de um a quatro anos para o médico ou qualquer outra pessoa que realize o procedimento.

A interrupção da gravidez é permitida apenas em três casos específicos, quando a gestação causa risco de morte à mulher, gravidez fruto de estupro ou nos casos de fetos anencefálico, má formação do cérebro.

você pode gostar também
Loading...