ACOMPANHE📺

Jair Bolsonaro: ‘É inadmissível anunciar reajuste de 39% no gás’

O presidente da república, Jair Bolsonaro, demonstrou insatisfação ao falar sobre o reajuste do gás natural, nesta quarta-feira (07). Segundo o site Pleno News, Bolsonaro taxou como “inadmissível” o reajuste de 39% anunciado, recentemente, pela empresa Petrobras.

O fato ocorreu durante uma cerimônia de posse do novo nome a compor a direção da Itaipu Binacional. Demonstrando euforia e irritabilidade, o presidente questionou: “Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil? Num período de três meses?”.

Contudo, Bolsonaro admitiu que não faz planos de interferir no assunto, embora a imprensa aponte o contrário, por fim, o presidente declarou: “mas podemos mudar essa política de preços lá”.

Segundo informações, o novo valor do gás natural começará a valer no dia primeiro de maio. Todavia, mesmo dizendo que não irá interferir, o presidente resolveu indicar Joaquim Silva e Luna para substituição de Roberto Castello Branco, na direção da Petrobras.

Ainda nesta quarta-feira, enquanto participava de uma cerimônia de inauguração em Foz do Iguaçu, estado do Paraná, Jair Bolsonaro chegou a comentar sobre um novo Projeto de Lei (PL) que será encaminhado a Câmara dos Deputados, com objetivo de atribuir transparência a política de preços no Brasil.

Assine nosso boletim de Noticias

Segundo o presidente, os brasileiros necessitam ter conhecimento do valor arrecadado de impostos em cada combustível, pelo governo federal e também pelos governos estaduais, que lucram com os impostos dos mesmos combustíveis. De acordo com o presidente, o texto será encaminhado para a Câmara e deverá ser votado no prazo máximo de 20 dias.

News Atual Portal Informativo

Notícias relacionadas