ACOMPANHE📺

Governo de MT assina na segunda-feira (20) contrato para início da construção da 1° Ferrovia Estadual

Ferrovia – Foto por: Secom-MT

O governador Mauro Mendes assina nesta segunda-feira (20.09) o contrato de adesão junto à Rumo Logística S/A para a construção, implantação e exploração da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso.

A assinatura ocorrerá em três atos distintos: em Cuiabá será às 9h30, no Centro de Eventos do Pantanal; em Nova Mutum, às 15h, no Centro de Eventos Casarin; e no município de Lucas do Rio Verde, às 18h, no Parque de Exposições Roberto Munaretto.

Os três atos serão transmitidos ao vivo pelo Facebook do Governo de Mato Grosso.

Participam ainda dos eventos senadores, deputados federais, deputados estaduais, secretários de Estado, representantes da Rumo Logística, prefeitos e autoridades dos municípios que receberão o traçado da ferrovia.

Coletiva de imprensa

Em Cuiabá, o governador atenderá a imprensa em entrevista coletiva, às 9h30, no Centro de Eventos do Pantanal. A cobertura da coletiva pelos veículos de comunicação nacionais e locais poderá ser feita de forma presencial ou remota, por videoconferência.

Os veículos deverão credenciar os profissionais pelo email credenciamento@secom.mt.gov.br e especificar de que forma a cobertura será realizada, se presencial ou por videoconferência. O credenciamento estará aberto até sexta-feira (17.09), às 12h.

A coletiva terá duração de 30 minutos. Para aqueles que optarem pela cobertura remota, será enviado um link para videoconferência pelo Google Meet, na resposta ao email encaminhado.

Para evitar aglomeração na sala da coletiva, será permitida apenas a entrada de repórteres de TV, rádio e sites, cinegrafistas e fotógrafos.

Em Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, o governador atenderá aos jornalistas nos locais dos eventos.

A ferrovia

A assinatura do contrato autoriza a empresa a iniciar a construção de 730 quilômetros de linha férrea que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que vão se conectar à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

O projeto prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a implantação da ferrovia estadual. A partir do início das obras, a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager) ficará responsável pela fiscalização do andamento. Estudos realizados pela Rumo Logística indicam que mais de 230 mil empregos serão gerados durante os anos de construção da ferrovia.

A previsão é de que o trecho entre Rondonópolis e Cuiabá estará concluído e em funcionamento no ano de 2025; enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028.

Uma vez implantada, a Rumo Logística fica autorizada a explorar a ferrovia pelo prazo de 45 anos, sendo que a infraestrutura ferroviária poderá ser compartilhada pela empresa vencedora com outra empresa de transporte ferroviário que venha a prestar serviços no Estado.

Notícias relacionadas