ACOMPANHE📺

Fiocruz alerta para pandemia com momentos críticos em MT

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alertou para cenário crítico da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso nas próximas semanas.

O agravamento da pandemia também resultaria em saturação do sistema de saúde, de acordo com a Fiocruz, que divulgou novo Boletim do Observatório Covid-19, na sexta-feira (6).

De acordo com a Fiocruz, as próximas semanas deverão refletir a situação vivida por Mato Grosso entre o final de março e início de abril, quando teve as maiores taxas tanto de casos como de mortalidade pela Covid-19 de todo o Brasil.

O Boletim também mostra que além de Mato Grosso, outros estados como Rondônia, Amapá, Tocantins, Espírito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal também apresentaram as maiores taxas de incidência de Covid-19.

As taxas de mortalidade mais altas foram verificadas nos estados de Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Goiás e no Distrito Federal.

Assine nosso boletim de Noticias

“Esse padrão coloca as regiões Sul e Centro-Oeste como críticas para as próximas semanas, o que pode ser agravado pela saturação do sistema de saúde nesses estados”, confirmou.

OUTROS ESTUDOS

Um estudo realizado pelo pelo Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), centro de pesquisa ligado à Universidade de Washington, no Estados Unidos, afirma que até o dia 30 de abril Mato Grosso deve chegar a 10.040 mil vítimas da Covid-19.

Boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) até sexta-feira (9), mostrou registro de 8.487 mil óbitos provocados pela doença. Ou seja, se a tese se confirmar, o estado irá contabilizar 1.553 novos óbitos.

CAPITAL NOTÍCIA

Notícias relacionadas