ACOMPANHE📺

Enfermeiro é acusado de abusar de paciente de outro hospital

Enfermeiro acusado de se masturbar dentro de hospital, é reincidente no crime de abuso sexual. O homem que foi preso na última segunda-feira (30), se masturbando dentro do Hospital e Maternidade Femina, em Cuiabá, já havia sido denunciado, em fevereiro deste ano, por abusar de uma paciente dopada, dentro do hospital do Câncer, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, Morada da Serra, em Cuiabá, enquanto também exercia suas funções de técnico de enfermagem.

O profissional identificado como Diego Leandro da Silva, foi flagrado se masturbando, pela mãe de um paciente que fazia um procedimento de limpeza no filho de apenas 01 ano, que está internado no ‘Hospital e Maternidade Femina’.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência registrado na data em que aconteceu o crime, a guarnição foi acionada às 19h30 para atender a ocorrência de importunação sexual. A vítima relatou aos militares que estava no setor do Box de Emergência em companhia do filho de 1 ano fazendo a limpeza do bebê. O enfermeiro ofereceu por várias vezes ajuda, trazendo para ela os materiais necessários para ela fazer a limpeza.

Durante o procedimento a mulher se vira para trás e flagra o homem com a mão dentro da calça se masturbando. Ele ainda encosta o órgão nela antes de sair. Imediatamente a mulher acionou a PM, que prendeu o rapaz ainda dentro da unidade. Na terça-feira (31), Leandro passou por audiência de custódia e foi liberado em seguida. Segundo a unidade de saúde, o profissional foi afastado de suas funções.

Segundo divulgado, o suspeito já possuía outra denúncia de abuso sexual praticado. O caso teria ocorrido em fevereiro desse ano, dentro de outro hospital também particular de Cuiabá.

Em depoimento a vítima disse que após saber que o enfermeiro já havia cometido crime semelhante em outras situações resolveu dar a entrevista, porque teme que a justiça não seja feita e o acusado faça outras vítimas. “Eu não sei a situação real da paciente, mas ela não estava falando e bastante debilitada. A informação que eu tive foi de que ela escreveu uma carta contando a situação que estava passando em um papel e entregou para a enfermeira, relatando o que passou nas mãos de Diego”, finalizou.

Folhamax

 

Notícias relacionadas