ACOMPANHE📺

Enfermeira acusa hospital de “acelerar” morte de pacientes com covid-19

Imagem de ilustração

Uma enfermeira, que terá a sua identidade preservada, denunciou na manhã desta segunda-feira (5) o hospital particular São Judas Tadeu, localizado no Jardim Califórnia, em Cuiabá, por uma série de erros médicos que teriam legado à morte de pacientes.

“Deixando paciente morrer, entubando errado, mandando o respirador para o pulmão. Isso aí estoura o paciente”, resumiu a enfermeira.

Em conversa com jornalistas, na delegacia, a enfermeira afirmou que um dos casos de erro médico aconteceu com o major PM Thiago Marins de Souza, 34 anos, que morreu neste domingo (4).

Assine nosso boletim de Noticias

“Ele viu o dia em que o major Thiago ficou roxo por causa da VNI”, disse. “O Thiago conseguiu com o celular dele, chamar um amiga, que eu achei que fosse esposa, mas depois ele falou que não”, completou, logo depois.

Viaturas da Polícia Militar estiveram presentes na unidade e a enfermeira foi encaminhada para uma delegacia, para registro de boletim de ocorrência.

Jornal Estadão MT

Notícias relacionadas