ACOMPANHE📺

Em nota, Mapa não confirma e nem descarta caso de vaca louca

Porto Alegre, 2 de setembro de 2021 – Ainda sentido os efeitos de dois boatos que mexeram com o setor de carne bovina nesta quarta-feira, o mercado tende a retomar os negócios hoje diante de um cenário de cautela e incerteza.

Isso se deve ao fato do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio de nota enviada no final da tarde de ontem à Agência SAFRAS, não ter confirmado e nem descartado o caso de vaca louca atípico em Minas Gerais.

O Mapa informou em nota que “como membro da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), o Brasil adota os procedimentos de vigilância, investigação e notificações recomendadas pela instituição. Casos em investigação são corriqueiros dentro dos procedimentos de vigilância estabelecidos e medidas preventivas são adotadas imediatamente para garantir o controle sanitário. Uma vez concluído o processo em investigação, os resultados serão informados”.

O analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Iglesias, disse que em razão dos boatos impactantes, o mercado praticamente parou ontem. “O mercado esteve envolto de rumores, a começar por uma notícia de um caso atípico de EEB que supostamente foi registrado em Minas Gerais, mas não houve confirmação do MAPA até o momento. O outro aspecto que impactou incisivamente no comportamento do mercado foi a potencial greve dos profissionais do SIF. Sem a fiscalização da carne não há exportação, o que por si só já configura um enorme problema para o país. Vale a ressalva que a ANFFA Sindical negou que os profissionais do SIF estão em greve”, afirma.

Em meio a tantas incertezas, Iglesias disse que os frigoríficos optaram por se ausentar da compra de gado em escala nacional. “Resta saber qual o comportamento dos frigoríficos quando a situação se normalizar”, pontua.

Assine nosso boletim de Noticias

Com isso, em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 311,00 na modalidade a prazo, estável. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 298,00, inalterado. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 311,00. Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 303,00. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 309,00 a arroba.

Agência SAFRAS

Notícias relacionadas