Doação de tecido ao Sistema Penitenciário servirá para confecção de mais de 32 mil máscaras

O material, que é de uso obrigatório para a prevenção da Covid-19, será destinado para os servidores das unidades penais, segurança pública, dentre outros.

Mais de meia tonelada de tecido tipo malha foi doada para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso e vai servir para a confecção de mais de 32 mil máscaras. A mão de obra será dos reeducandos que cumprem pena nas unidades masculinas, Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) e Penitenciária Central do Estado (PCE), e na feminina, Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

Os recuperandos que atuam na confecção têm formação técnica em corte e costura. Os insumos foram doados pela Receita Federal e são provenientes de apreensões realizadas no estado de peças originárias de contrabando e descaminho. Foram disponibilizadas 5.346 camisetas, que serão desmanchadas e o tecido servirá para fazer as máscaras.

Toda a produção será destinada para servidores do Sistema Penitenciário, unidades de segurança pública, familiares de reeducandos e algumas peças serão disponibilizadas para a venda, por meio do Conselho da Comunidade da Vara de Execução Penal (Concep), e parte do recurso é destinada em conta pecúlio ao reeducando, que também terá um dia de remissão de pena a cada três dias trabalhados.

Inscreva em nosso canal no Youtube ?

O secretário adjunto de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), Emanoel Flores, disse que a parceria com o Concep e a Receita Federal fortalece ainda mais as atividades desenvolvidas dentro das unidades penais.

“Com esta doação realizada pela Receita Federal manteremos em 100% a disponibilização de máscaras aos nossos servidores e vamos ajudar outras unidades de segurança, entidades filantrópicas e familiares dos reeducandos. Esta parceria veio somar ainda mais com as atividades realizadas dentro do sistema prisional”.

Já a presidente do Concep, Silvia Tomáz, lembra que outras ações já foram desenvolvidas dentro das unidades penais por meio do programa “Justiça Unida para Proteger”, com o objetivo de seguir buscando parcerias para implementar novas políticas em prol dos reeducandos.

VEJA TAMBEM
1 De 14
Assine nosso boletim de Noticias

“Para esta nova aquisição dos tecidos formalizamos o pedido de doação junto à Receita Federal e nos foi atendido. Cada camiseta dará para fazer de seis a sete máscaras, o que vai totalizar em mais de 32 mil unidades. Este material era para ser queimado, mas foi possível utilizar o insumo para a produção de máscaras. Por meio de outras parcerias já foram produzidas outras 35 mil máscaras que são de uso obrigatório da população como medida de prevenção à Covid-19”, ressalta.

Parceria

O chefe de logística da Receita Federal, Nilton Sergio Lourenço, frisa que parte das apreensões são resultados também da atuação das forças de segurança em Mato Grosso, principalmente na fronteira do Brasil com a Bolívia, que combate os crimes transfronteiriços, entre eles, o contrabando e descaminho.

“Darmos esta destinação para estas peças resultantes de apreensões de produtos contrafeitos é importante porque sabemos que terá utilidade, pois o destino das mesmas seria a destruição. Quero enaltecer também, em nome do delegado Oldésio da Silva Anhesini, esta parceria porque reconhecemos o trabalho que é desenvolvido pela segurança pública de Mato Grosso”.

Ainda segundo ele, os produtos apreendidos pelo órgão federal podem ter três destinações: a doação, destruição e leilão. Assim como os cigarros, as peças contrafeitas apreendidas também são destruídas. Mas devido a descaracterização, os tecidos puderam ser doados.

Sesp-MT

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

banner slide 300X100 (3)
banner slide 300X100 (1)
LEIA TAMBEM
Assine nosso boletim de Noticias
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente em sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...