Informação a Todo Momento

Evento lança início da temporada proibitiva a queimadas urbana e rural de 2019

"Período proibitivo segue até o dia 15 de setembro"

O período proibitivo de queimadas começa nesta segunda-feira (15) e segue até o dia 15 de setembro, em Mato Grosso.

Evento de reabertura do Hospital Estadual Santa Casa será no dia 23
Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente, o Comitê Estadual de Gestão do Fogo e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso lançam nesta segunda-feira (15), a etapa de resposta da temporada de incêndios florestais de 2019. A solenidade contará com a presença de representantes dos diversos órgãos e instituições que atuam no combate às queimadas.

O evento que será realizado na Praça das Bandeiras, em Cuiabá, a partir das 16h30, marca ainda o início do período proibitivo das queimadas em zona rural e a ativação do Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional do Estado de Mato Grosso (CIMAN), uma sala de situação ativada temporariamente, com o objetivo de fortalecer as ações de monitorização, prevenção, preparação e resposta rápida aos incêndios florestais, de forma integrada.

Período proibitivo de queimadas

O período proibitivo de queimadas começa nesta segunda-feira (15) e segue até o dia 15 de setembro, em Mato Grosso. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de janeiro a junho de 2019, o estado bateu o recorde em número de focos de calor, foram registradas 5.325 focos de calor.

Veja Também:

Queimadas em área urbana

A irregularidade em área urbana, onde o uso do fogo é proibido durante todo ano, deve ser denunciada junto ao município. As denúncias de queimada ilegal na zona rural podem ser feitas junto a Sema por meio do telefone 0800 65 3838 e ao Corpo de Bombeiros pelo 193.

Segundo o secretário executivo do Comitê Estadual de Gestão do Fogo, Paulo André Barroso, “Está suspensa qualquer licença de autorização de crime controlado em área rural. Já em área urbana é proibido o ano inteiro e durante o período proibitivo, quem realizar queimadas cometerá um crime ambiental e poderá pegar de 2 a 4 anos de reclusão e pagar multa, se o crime for intencional. Caso o crime seja sem intenção, a pessoa pode receber uma pena de seis meses a um ano de reclusão, mais a multa”.

Com informações Assessoria Sema-MT

você pode gostar também
Loading...