De janeiro a agosto, Mato Grosso registra 59 mortes de mulheres – MEDIO NORTE NOTICIAS
Informações a Todo Momento, de Nova Mutum, Brazil. Site de Noticias de Nova Mutum e Região do Medio Norte Matogrossense. Nova Mutum, Noticias, festas, policia, acidente, cidade, emprego, entretenimento, fotos, economia, agricultura, informação, Mato Grosso, Nova, Mutum, Mato, Grosso, Política, Prefeitura, Câmara, esporte, jovem, tempo, real, bombeiros, rodovia, trânsito, delegacia, Militar, Civil, Prisão, Arma, Fogo, centro oeste, biodiesel, industria, dinheiro, telefone, falecimento, vagas de emprego, vagas, BR-163, Km 600, MT-249, MT-235, Ranchão, Pontal do Marape, ginásio, jogos, escola, qualidade de vida, comercio, empresa, prédio, saúde, hospital, prefeito, vereador, eleição, bombeiros, lago, chafariz, Balada, Danceteria, Show, Fotos, Cobertura de Eventos, Informando Nova Mutum, Região, notícias de Mato Grosso, Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso, Nova Mutum, Cuiabá e Região, noticias policiais medio norte mt, notícias nova mutum

De janeiro a agosto, Mato Grosso registra 59 mortes de mulheres

Levantamento engloba todos os homicídios que envolvem vítimas femininas, e não só feminicídios

Entre janeiro e agosto de 2019, foram cometidos 59 homicídios envolvendo vítimas femininas em Mato Grosso. No mesmo período de 2018, foram 53 casos e no ano retrasado, 52 casos, que englobam todas as motivações, pois os dados sobre feminicídio (morte pela condição de ser mulher) são compilados trimestralmente. Uma atualização será publicada em outubro.

VEJA TAMBEM:  Governo muda regras para contratação de serviços terceirizados

O levantamento, feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), apontou que das 59 mortes de mulheres, 37% tiveram motivação passional, 27% ainda estão sendo apuradas, 15% por envolvimento com drogas, 10% por rixa, 4% dos casos ocorreram por vingança, 3% por ambição, 2% por álcool e 2% por pedofilia.

Já em relação ao meio empregado, em 34% dos casos foi utilizada arma de fogo, em 31% arma cortante ou perfurante, em 17% foram empregados outros meios, 8% dos autores utilizaram força muscular e 8% arma contundente e 2% veneno.

Os dados ainda apontam que quinta-feira foi o dia da semana com maior número de registros até agora: 12. Em seguida, está sexta-feira, com 11 mortes; sábado com 9; quarta-feira com 8; domingo e segunda-feira tiveram 7 casos, cada; e na terça-feira, foram 5.

VEJA TAMBEM:  PM prende jovem de 23 anos suspeito de tráfico de drogas em Nova Mutum

LEIA TAMBEM: PM prende homem por tentativa de feminicídio em São José do Rio Claro

O local do fato chama a atenção nos casos de mortes que envolvem mulheres. Do total de vítimas, 36 foram assassinadas em residência particular, 12 em via pública, 6 em outros lugares, 4 em propriedades agrícolas e 1 em hotel.

A violência doméstica e familiar está entre os focos de atuação da Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp-MT, que está formatando o planejamento estratégico com o objetivo de nortear as políticas públicas estaduais neste sentido.

Sesp-MT

você pode gostar também
Loading...