Coronel José Nildo passa comando do GEFRON unidade referência no país de combate a crime na fronteira – MEDIO NORTE NOTICIAS
Informação a Todo Momento

Coronel José Nildo passa comando do GEFRON unidade referência no país de combate a crime na fronteira

GEFRON

O coronel PM José Nildo Silva de Oliveira passou o comando do Gefron para o tenente-coronel PM Fábio Ricas de Araújo, que tem o desafio de combater o crime nos pouco mais de 900 km de fronteira com a Bolívia, principal corredor do tráfico de drogas no país.

Moradores pedem praça com parque infantil, segurança e melhorias no escoamento das águas pluviais
Coronel PM José Nildo se despede do comando do Gefron e tenente-coronel PM Fábio Ricas assume unidade – Foto por: Christiano Antonucci/Secom-MT

De janeiro a setembro de 2019, o Grupo Especial de Fronteira (Gefron) apreendeu 5 toneladas de entorpecentes, em sua maioria pasta base e cloridrato de cocaína. As apreensões representam um prejuízo de mais de R$ 65 milhões aos narcotraficantes. A apreensão é a maior desde a criação do Gefron em 2002.

Somente nestes 9 meses de 2019, 176 veículos foram recuperados ou apreendidos, 222 pessoas presas ou conduzidas, 17 armas apreendidas, 928 munições apreendidas, 128 mil dólares retirados das mãos de traficantes. Somado de 2014 até o mês passado, os criminosos tiveram prejuízo de R$ 9,8 milhões com a apreensão de moeda em espécie em dólares.

Os dados do Gefron também incluem os resultados da Operação Vigia, coordenada pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública. No Twitter, o presidente da República, Jair Bolsonaro, comemorou os resultados das apreensões de contrabando da operação realizada em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre.

Moradores pedem praça com parque infantil, segurança e melhorias no escoamento das águas pluviais

No período de janeiro a setembro, o Gefron apreendeu 26 toneladas de contrabando e descaminho. A maioria madeira e vestimentas.

Com estes números, o coronel PM José Nildo Silva de Oliveira passou o comando do Gefron para o tenente-coronel PM Fábio Ricas de Araújo, que tem o desafio de combater o crime nos pouco mais de 900 km de fronteira com a Bolívia, principal corredor do tráfico de drogas no país. A cerimônia foi na base do Gefron em Porto Esperidião (322 km a Oeste), na tarde de quarta-feira (23.10).

“Saio com a sensação de dever cumprido após 2 anos e 4 meses à frente do Gefron.  O grande marco foi a integração das forças de segurança na região de fronteira, com essa apreensão recorde de 5 toneladas de drogas e atribuo isso à integração. Se não fosse essa apreensão, essa droga estaria abastecendo os grandes centros do país e também para fora do país”.

Ele também destacou neste período a frente da unidade, a inauguração da base do Limão, reforma e ampliação do posto do Matão, a aquisição de 5 câmeras OCR por meio de parceria com o Ministério Público Trabalho, posicionadas em pontos estratégicos que permitem a visualização da circulação de veículos na região.

“As câmeras permitem essa vigilância e resultam na recuperação desses veículos roubados em Cuiabá e outros municípios. A aquisição de 45 fuzis importados por meio de recursos de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) do Ministério Público Estadual, e mais 40 fuzis vindos do Governo Federal”.

Moradores pedem praça com parque infantil, segurança e melhorias no escoamento das águas pluviais

O novo comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas de Araújo, diz que vai dar continuidade aos trabalhos, elevar ainda mais o nome da unidade e do serviço prestado. “Nós queremos continuar aperfeiçoando o trabalho da unidade, aprimorando a estrutura, o conhecimento técnico, para combater os crimes na fronteira que tem repercussão não apenas em Mato Grosso, mas em todo país”.

Referência na fronteira

Os resultados positivos do Gefron em Mato Grosso se tornaram referência no país no combate ao crime na fronteira. O subsecretário de Secretaria de Segurança Pública do Acre visitou a base do Gefron em Porto Esperidião neste ano e os policiais de Mato Grosso aplicaram o curso, implantaram a doutrina e formaram os primeiros operadores de fronteira no Acre. A Polícia Militar de Rondônia também mandou representantes para conhecer a expertise do Grupo de Fronteira de Mato Grosso.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública, coronel PM Victor Fortes, disse que o Gefron cresceu muito desde a criação em 2002, não só em estrutura, mas em valores, capacitação e produtividade. “O Gefron é uma referência no país, observamos que outras instituições vem conhecer a estrutura do grupo, fazer o curso de operador de fronteira, capacitações. Acredito que o novo comandante, tenente-coronel Fábio, dará continuidade ao trabalho do coronel José Nildo”.

Moradores pedem praça com parque infantil, segurança e melhorias no escoamento das águas pluviais

O Gefron de Mato Grosso tem 140 policiais e quatro bases ao longo da Fronteira: Limão, Vila Cardoso, Avião Caído e Matão.

A solenidade da passagem de comando do Gefron foi prestigiada pelo subchefe de Estado Maior, coronel PM Wancley Rodrigues, comandante do 2º BFron, tenente-coronel Antônio Hervé Braga Junior, comandante do CR 1 do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel BM Lahel Rodrigues, diretor de interior da Polícia Civil, Walfrido Nascimento, delegada da Delegacia de Fronteira, Cinthia Cupido, o coordenador do Gaeco, promotor Mauro Zaque, e o promotor do Gaeco de Cáceres, promotor Augusto Lopes, além de outras autoridades civis e militares.

Sesp-MT

você pode gostar também
Loading...