ACOMPANHE📺

Cattani promove reunião entre deputados e representantes de lojistas de arma de fogo

O presidente da Assembleia Legislativa Max Russi (PSB) e o presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da casa de leis, João Batista (PROS) atenderam a uma solicitação do deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) e receberam nesta quinta-feira (30), representantes de clubes de tiros e lojistas de armas de fogo, que estão pedindo apoio da classe política para conseguirem segurança jurídica e tranquilidade para empreenderem no setor, que cresceu cerca de 480% em Mato Grosso nos últimos dois anos.

A reunião, segundo Cattani, serviu para a Assembleia Legislativa entender o impacto econômico que o setor está trazendo para o Estado, além da questão esportiva e de segurança pública.

“O setor tem crescido de uma maneira exponencial em Mato Grosso, tem gerado empregos, renda e divisas para o Estado, mas é uma classe que ainda não foi enxergada. Entendo que a sociedade tem que ter o direito de defesa. Existe também a questão do esporte, hoje temos dois campeões mundiais de tiro no Estado, o Mauro Kenji Murakami de Lucas do Rio Verde e Luiz Lemanski, de Sinop”, disse o parlamentar.

O presidente da Federação de Tiro de Mato Grosso, Fernando Raphael De Oliveira, que também estava presente, afirmou que o setor, que hoje emprega 100 pessoas diretamente somente em Cuiabá, segue contribuindo muito economicamente com o Estado e precisa de ajuda da classe política para que os decretos editados pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibilizaram a compra de armas não sejam derrubados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não é só o debate da arma, estamos falando de geração de emprego, ICMS, famílias que dependem disso. Em 2018 tínhamos 667 mil armas registradas em Mato Grosso e hoje já atingimos 1.279 armas no Estado. Precisamos entender que 47% de imposto dessas armas são usadas apenas em clubes de tiros e para o esporte, além da defesa pessoal, vão para o Governo do Estado”, explicou.

Após ouvir a reivindicação, o presidente da Assembleia Max Russi pediu para que Cattani e o deputado João Batista protocole uma solicitação de uma audiência pública para o setor debater sobre o tema, e garantiu que irá organizar uma reunião ente os lojistas e os três senadores do Estado.

“Como esta é uma questão em que a Assembleia não pode interferir diretamente, podemos ajudar com uma audiência pública para debatermos o assunto e intermediar um encontro para que eles falem com os senadores mato-grossenses”, afirmou.

Na próxima semana, o presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária João Batista deve apresentar o pedido para a audiência, que caso seja aprovada pela maioria, terá data marcada.

Além dos três deputados e o presidente da Federação de Tiros do Estado, também participaram da reunião o lojista Carlos Eduardo Souza, proprietário da empresa Cia Armas, o pecuarista Pedro Luis Araújo, associado a clubes de tiros, o despachante Oumar Hkaleb, do Grupo Força e Honra e o piloto agrícola Giorgio Carducci.

Notícias relacionadas