Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

POLÍTICA

Projeto modifica artigo e coloca emendas não pagas como dívidas em MT

Projeto modifica artigo e coloca emendas não pagas como dívidas em MT

CIDADES, DESTAQUES, ECONOMIA, POLÍTICA
Projeto de Emenda Constitucional 5/2018, apresentado pelo deputado José Domingos Fraga (PSD), em tramitação na Assembleia Legislativa, desde o último dia 9 de outubro, acrescenta sete parágrafos ao artigo 164 da Constituição do Estado de Mato Grosso, que define a execução orçamentária anual de emendas parlamentares. A intenção do parlamentar, de acordo com o PEC, é o de garantir o pleno exercício das funções públicas atribuídas aos parlamentares, nesse caso à apresentação de emendas impositivas à Lei Orçamentária. É necessário destacar que os orçamentos públicos são instrumentos de fundamental importância para o atendimento das demandas da sociedade e para o gerenciamento eficaz dos recursos públicos”, consta por meio da justificativa do PEC. O artigo que está sendo alterado trata dos
Recebeu uma informação duvidosa? – Leia isto antes de compartilhar

Recebeu uma informação duvidosa? – Leia isto antes de compartilhar

2018, CIDADES, DESTAQUES, ELEIÇÕES, POLÍTICA, SOCIAL, TECNOLOGIA
Este guia foi publicado em parceria com o Projeto Comprova, uma coalizão de 24 veículos de mídia com o objetivo de combater a desinformação durante o período eleitoral. Você pode sugerir checagens por meio do número de WhatsApp (11) 97795-0022. Com o acirramento da disputa eleitoral este ano, multiplicaram-se os relatos de agressões com motivação política em todo o país. Um dos casos mais representativos foi o do assassinato do mestre de capoeira Moa do Katendê, 63, que foi esfaqueado em Salvador após declarar seu voto em Fernando Haddad (PT). Apesar dos vários casos reais, é preciso ficar alerta para episódios sem comprovação que circulam no WhatsApp e nas redes sociais. Nessas situações, sua melhor ferramenta é o ceticismo: não compartilhe nada que você não tenha certeza ser verdade.
Bolsonaro e Haddad adotam distintas formas para falar com o eleitorado

Bolsonaro e Haddad adotam distintas formas para falar com o eleitorado

2018, CIDADES, DESTAQUES, ELEIÇÕES, POLÍTICA, SOCIAL
Nesta última semana para o segundo turno, os candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) adotam formas diferentes de lidar com os eleitores e a opinião pública. Bolsonaro aproveita os momentos para conceder entrevistas à imprensa, enquanto Haddad intensifica sua participação em atos de rua. Em São Paulo, Haddad tem encontro agora de manhã com catadores, e à noite participa de um ato denominado “Haddad Sim - Todas e Todos pela Democracia”, no bairro de classe média alta de Perdizes. Amanhã (23), ele deverá estar no Rio de Janeiro, onde também faz campanha de rua. A agenda oficial de Bolsonaro não costuma ser divulgada. Em geral, ele passa os dias em casa, em um condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e sai apenas para gravar a participação no horário e
Observadores da OEA voltam ao Brasil para o segundo turno das eleições

Observadores da OEA voltam ao Brasil para o segundo turno das eleições

2018, CIDADES, DESTAQUES, ELEIÇÕES, POLÍTICA, SOCIAL
A Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (MOE/OEA) para as Eleições Gerais do Brasil retornou esta semana ao país para acompanhar o segundo turno das eleições. Os especialistas irão a 11 estados e Ao Distrito Federal. Além disso, seis pessoas vão observar o processo de votação no exterior em Buenos Aires, Cidade do México, Montreal, Paris, Santiago do Chile e Washington DC. O grupo é comandado pela ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla e formado por 30 especialistas e observadores. A missão observou o primeiro turno das eleições, em 7 de outubro, e retomará a análise dos principais aspectos do processo eleitoral. Após a eleição, será apresentado um relatório contendo as conclusões e recomendações sobre a organização e tecnologia eleitoral, financia
Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais

2018, CIDADES, DESTAQUES, ELEIÇÕES, JUSTIÇA, PF, POLÍTICA
A Polícia Federal (PF) abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais no primeiro turno da campanha deste ano, A informação é do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Além disso, 455 pessoas foram conduzidas para depoimentos e outros 266 apreendidos. De acordo com o ministro, os principais crimes registrados foram propaganda eleitoral irregular, promoção de informações falsas e compra de votos. “Aqueles que têm interesse de produzir notícias falsas fiquem sabendo que não existe anonimato na internet e a Polícia Federal tem tecnologia e recursos humanos para chegar neles aqui ou em qualquer lugar do mundo”, alertou. Jungmann participou nesse domingo (21) da entrevista à imprensa, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), convocada pela presidente do tribunal, ministra Rosa W
ANUNCIE AQUI