ACOMPANHE📺

Cartório muda de prédio e reduz custo de locação em R$ 55 mil por mês

A partir dessa segunda-feira (2), o Cartório do Segundo Ofício de Sinop estará atendendo em novo endereço. A nova sede fica na Avenida Bruno Martini, 1.180, no Jardim Itália 2. Uma pequena solenidade de inauguração está prevista para às 8h15, um pouco antes do início do expediente.

A troca do imóvel que abriga a serventia faz parte do processo de regularização do Cartório, que iniciou em novembro do ano passado. Na época o corregedor geral de Justiça de Mato Grosso, Luiz Ferreira da Silva, destituiu Maria Antonieta Cabral do cargo de tabeliã. Maria Antonieta ocupava o posto interinamente desde 2017, quando o seu marido, Silvio Cabral morreu. Silvio assumiu como tabelião em Sinop no ano de 1982 – 3 anos antes da criação da comarca.

A troca no comando foi ordenada após a identificação de irregularidades na gestão da serventia. Maria Antonieta utilizava uma segunda empresa, também de sua propriedade, para prestar serviços de locação de móveis e imóveis ao cartório. Os gastos foram considerados “expressivos”. Para o desembargador a receita do Cartório é, em essência, verba pública, sob a gestão provisória de Maria Antonieta. E, portanto, não pode ser dirigida para beneficiar uma empresa de sua propriedade – ou mesmo de um parente.

De acordo com documentos contabilizados, a empresa contratada pelo Cartório pertencia ao falecido tabelião. Pelos móveis e imóveis, a serventia pagou no mês de outubro de 2020 o equivalente a R$ 83,5 mil. A empresa de Silvio Cabral – administrada por Maria Antonieta – tinha 5 contratos de locação com o Cartório do 2º Ofício. Os recibos mostraram que foram pagos R$ 28,5 mil por aluguel de um imóvel na Rua das Aroeiras, 630, Setor Comercial; outros R$ 4,5 mil por um imóvel na Rua das Aroeiras, quadra 26, lote 19, Setor Comercial; mais R$ 14 mil por imóvel na Rua das Nogueiras, 629, Setor Comercial; ainda R$ 3,5 pelo aluguel de um veículo Honda e de uma Hilux; e outros R$ 33 mil por aluguel de móveis, máquinas e equipamentos. Todos esses recibos são de 15 de outubro de 2020.

Após destituir Maria Antonieta e também Márcia Silva – tabeliã substituta e também administradora da empresa envolvida na situação – o desembargador determinou que Aline Dias Villa assumisse interinamente o 2º Ofício.

Assine nosso boletim de Noticias

A locação de um novo imóvel e a mudança foi conduzida pela tabeliã interina. O aluguel do novo prédio custa R$ 25 mil – 3 vezes menos do custo antes da intervenção.

GC Noticia

Notícias relacionadas