Bando é condenado a 278 anos de prisão por roubo de defensivos agrícolas

Um dos crimes praticado foi um grande roubo em uma fazenda em Nova Mutum, ocorrido no fim de 2017

O juiz da segunda vara criminal de Sorriso Anderson Candiotto, condenou oito réus, integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de defensivos, a 278 anos de prisão, somando todas as penas aplicadas. Além disso, o bando ainda foi multado em R$3.323.122,00.

José Neto Ferreira de Andrade, Ricardo Ferreira dos Santos, Dionatan Neves Brito, Leonir de Oliveira, Renato Pereira do Lago, Adílson da Costa Silva, Francielli Ceratti e Wandrey Alexandre Donellas Rezende foram presos durante a operação Camuflagem, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, GAECO (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), unidade regional de Sorriso, Polícia Militar, GCCO (Grupo de Combate ao Crime Organizado) da Polícia Civil, Ciopaer e a PRF (Polícia Rodoviária Federal). A iniciativa buscava coibir o roubo de caminhonetes e insumos agrícolas nos municípios de Sorriso, Lucas do Rio Verde, São José do Rio Claro, Nova Mutum, Sinop, Canarana e Cuiabá.

Um dos crimes praticado pelo bando, foi um grande roubo na fazenda Santa Terezinha do grupo Bom Jesus, em Nova Mutum, ocorrido no fim de 2017. Foram 8 presos, dentre eles Emerson Oldoni Pagnoncelli, dono de uma empresa de insumos de Sorriso. Segundo a polícia, ele é suspeito de receptação por supostamente ter comprado defensivos roubados.

VEJA TAMBEM
1 De 69
Assine nosso boletim de Noticias

Os réus cumprem pena pela prática de roubo com emprego de arma de fogo e organização criminosa.

Dos oito condenados, apenas três respondem em liberdade.

Portal Sorriso

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

banner slide 300X100 (2)
LEIA TAMBEM
Assine nosso boletim de Noticias
Inscreva-se aqui para receber as últimas notícias diretamente em sua caixa de entrada.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...