ACOMPANHE📺

Ato cívico em apoio ao presidente Jair Bolsonaro é realizado às margens da BR 163

Neste dia 7 de setembro, assim como em diversas cidades e estados do Brasil, em Sorriso centenas de pessoas realizaram um ato cívico às margens da BR 163  em apoio ao presidente Jair Messias Bolsonaro, sem partido. Os manifestantes estão trajando as cores do Brasil e portando bandeiras e faixas. Muitos caminhões, maquinários estão no local.

O manifesto é organizado por membros da Sociedade Civil Organizada, onde participam empresários, produtores, caminhoneiros e a população em geral.  A rodovia não foi interditada e o movimento se resume a um ato cívico ordeiro, organizado e pacífico.

Na pauta estão o voto auditável impresso, redução da carga tributária e a renovação no STF – Supremo Tribunal Federal. O lema principal é em defesa da democracia, dos direitos constitucionais e da liberdade das instituições. O pedido é para que governantes, que tem o poder de decisão no País, decidam de acordo com os anseios da população brasileira.

O produtor rural Márcio Pozzobon, um dos organizadores do movimento cívico convidou a população sorrisense a participar do movimento em apoio ao presidente Jair Bolsonaro que está acontecendo às margens da BR 163, na saída para Lucas do Rio Verde, na altura do Posto Aldo. “A gente fica muito feliz com a adesão do patriota. Quem está em casa, venha participar conosco. Primeiramente é um movimento cívico, a gente pensa na questão cívica que hoje em dia quase não existe mais. Estamos mostrando nossa força, que Sorriso está no mapa e quem tem gente aqui que está disposto a lutar em prol da democracia, do Brasil e da liberdade.

A enfermeira Leila Dorn também está a frente da organização da manifestação.  “Hoje é um momento único e histórico onde estamos tendo a adesão de caminhoneiros, produtores, onde hoje a gente luta pela liberdade, pela justiça, Deus, pátria e família, pelo voto impresso e auditável e pela limpeza do STF e pela liberdade do Brasil. Hoje as 17 horas na Praça das Fontes haverá outro movimento, estão todos convocados para mais este ato cívico”.

Assine nosso boletim de Noticias

Paulo Silvestro, presidente da CDL também participa e apoia o movimento: “Conclamamos a população e sociedade organizada para manifestar nossa liberdade, darmos apoio aos caminhoneiros e a todos que estão envolvidos neste ato, para que venha até a rodovia no Posto Aldo para acompanhar este ato cívico, ordeiro e organizado. A CDL apoia esta causa que a longa data estamos debatendo, verificando as propostas, é uma pauta legítima, é um direito de manifestar, direito constitucional, é um direito do povo. É assim que a gente quer a Nação, cada vez mais livre, ordeira, organizada com os poderes e cada vez dando segurança jurídica para nossa população”.

Sávio Zaniollo, presidente da ACES – Associação Comercial e Empresarial de Sorriso falou sobre a pauta de reivindicação que também pede redução da carga tributária no País: “Hoje faz 199 anos da independência do Brasil e hoje perguntamos que independência é essa que há 199 anos atrás tivemos que pagar 2 milhões de libras esterlinas para poder ser independentes, então já começamos o Brasil endividados. Vamos lutar para que isso não aconteça sempre. Nossa bandeira é verde e amarela e nunca será vermelha.  Sempre estaremos juntos com o povo brasileiro em favor do Brasil. Sempre estamos apoiando para que ocorra mudanças, todas as mudanças necessárias para o bom andamento e desenvolvimento do nosso País. Estamos lutando para que não suba as cargas tributárias, uma tributação excessiva. Tiradentes morreu por causa de 25% de tudo que era produzido no Brasil ele foi morto porque foi contrário a isso. Nós já estamos pagando 33% de imposto e tem um déficit de mais 8%. Então estamos pagando de tudo o que produzimos em torno de 41% e isso não pode acontecer”.

R9 News

Notícias relacionadas