ACOMPANHE📺

88 servidores da saúde pública estão afastados em Nova Mutum-MT

A Secretaria de Saúde vem se empenhando para atender a demanda de pacientes vítimas do COVID-19, mesmo com as dificuldades devido ao afastamento de alguns servidores.

Segundo a secretária de saúde, Anke Schwabe, logo no início da pandemia foram 50 servidores afastados por fazerem parte do grupo de risco, e além desses, a secretaria vem sendo obrigado a afastar muitos outros devido a sintomas do COVID-19, ou até mesmo por serem testados positivo com o vírus.

A secretaria afirmou que atualmente 38 profissionais estão afastados com isso o desfalque no quadro é de 88, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e recepcionistas dentre outros.

“Nós estamos administrando a crise todos os dias, e não sabemos o que vai acontecer hoje por exemplo. Foi determinado pelo Ministério da Saúde que todos os profissionais que fazem parte do grupo de risco deveriam ser afastados das funções, e pensando em Secretaria de Saúde que atua diretamente com pacientes com o vírus, tivemos que imediatamente afastar todos os que estariam nesse grupo de risco, sem prazo para voltarem as atividades” disse a secretária.

A secretaria ainda afirmou que é impossível controlar essa situação, até porque quando um profissional recebe o atestado médico por suspeita ou até mesmo com o caso confirmado, ele tem que se afastar imediatamente, segundo rege o protocolo do Ministério da Saúde.

Diário Norte

Notícias relacionadas

https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js